LABORATÓRIO

PONTA PORÃ

Whatsapp

67 99971-2259

Dúvidas Frequentes

Por que quando se tira sangue, às vezes o local fica roxo?
A formação de hematoma é a complicação mais comum da venopunção. O hematoma origina-se do extravasamento do sangue para o tecido sob a pele, durante ou após a punção, sendo visualizado na forma de uma protuberância. A dor é o sintoma de maior desconforto ao paciente, e eventualmente, pode ocorrer a compressão de algum ramo nervoso. Caso a formação do hematoma seja identificada durante a punção, deve-se retirar imediatamente o torniquete e a agulha. É necessária uma compressão local durante pelo menos dois minutos. O uso de compressas frias pode auxiliar na atenuação da dor local. O procedimento de dobrar o braço após a retirada da agulha e/ou carregar objetos relativamente pesados logo após a coleta, contribuem sobremaneira para a formação do hematoma mesmo após uma coleta de sangue bem sucedida.

Água quebra jejum?
Não. A ingestão de pequena quantidade de água, no decorrer do jejum alimentar, não prejudica a realização de exames de sangue.

O que é dieta habitual?
É alimentar-se conforme seus hábitos do dia-a-dia, sem modificações.

A alimentação interfere nos resultados dos exames?
Habitualmente, é recomendado um período de jejum para a coleta de sangue para exames laboratoriais. Após as refeições, a circulação de certos elementos provenientes da alimentação (lipemia) pode interferir em algumas metodologias laboratoriais e prejudicar a realização do exame. Além disso, os hábitos alimentares aos quais o indivíduo está submetido, mesmo respeitado o período regulamentar de jejum, pode interferir na concentração de alguns componentes, sendo exemplo bem conhecido o triglicérides que apresenta variações importantes conforme a qualidade da dieta.

Como deve ser alimentação para os resultados dos exames serem confiáveis?
Para alguns exames pode ser sugerida uma dieta especial, mas para a maioria deles o indivíduo não deve alterar sua rotina alimentar, ou seja, deve manter a dieta habitual, a menos que haja orientação médica para isso, e deve-se respeitar o período de jejum recomendado para os exames que irá realizar.

O fumo é permitido antes da coleta?
Não. O fumo pode elevar a concentração dos ácidos graxos, da adrenalina, do glicerol livre, da aldosterona, do cortisol, do antígeno carcinoembriônico, entre outros. O tabagismo também é causa de elevação na concentração de hemoglobina, no número de leucócitos e de hemácias e no volume corpuscular médio; e, ainda, redução na concentração de HDL-colesterol e elevação de outras substâncias como adrenalina, aldosterona e cortisol.

O uso de bebidas alcoólicas pode interferir nos resultados de exames?
Mesmo o consumo esporádico de etanol, álcool encontrado nas bebidas, pode causar alterações significativas e quase imediatas na concentração plasmática de alguns metabólitos, por exemplo, glicose, ácido láctico e triglicérides. O uso crônico é responsável pela elevação da atividade da gama glutamiltransferase, entre outras alterações importantes.

Menstruação, cremes e óvulos vaginais interferem no exame de urina?
Sim. O ideal é fazer o exame fora do período menstrual, contudo, nos casos de urgência a urina pode ser colhida tomando-se cuidado com a assepsia para o sangue menstrual não se misturar à urina. O mesmo é válido para cremes e óvulos, devendo-se adiar a coleta por 48 horas ou no caso de urgência fazer assepsia rigorosa, eliminando resíduos dos produtos.

Meu intestino não funciona diariamente, posso usar laxantes para colher a amostra de fezes?
Não é recomendado o uso de laxantes para a realização do exame parasitológico de fezes

Laboratório Ponta Porã
Unidade Central - Rua Guia Lopes, 794 - Centro - Ponta Porã - MS Fones: (67) 3431-1079 e FAx: (67) 3431-1844
Unidade Mal. Floriano - Av. Marechal Floriano, 2.540 - Fone: (67) 3431-8606.
Unidade Grande Marambaia - Rua Vinicius Soares do Nascimento, 394 - Fone: (67) 3433-9281